quarta-feira, 10 de abril de 2019

Visitantes do MHN aprendem sobre pequenos mamíferos

Fim de Semana no Museu tem atividades variadas, fugindo das programações tradicionais

 Por: Graziela França – jornalista colaboradora e Gabriela Vieira – estudante de Jornalismo 


O Fim de Semana no Museu tem trazido um público novo, e cativado os que já conhecem o Museu de História Natural (MHN) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) a cada edição, como uma opção de lazer e conhecimento. Como é o caso de Érika Abreu e seu filho de sete anos, Elias Abreu, que participaram da 25ª edição do evento, realizada nos últimos sábado (6) e domingo (7).
“Descobrimos [o museu] pela primeira vez em março do ano passado, quando nos mudamos para a cidade, pois somos do Rio de Janeiro. Descobri por acaso, pesquisando, procurando atividade lúdica para ele que, de alguma forma, não fosse shopping, para tirar desse ‘quadrado’ e mostrar coisas culturais e conhecimento”, contou Érika.
Além de participar, a mãe de Elias ainda divulga e convida amigos para o evento, que acontece mensalmente na sede do MHN e é gratuito. “ gostando bastante. Acho as programações bem legais, e sempre que eu posso, divulgo. Já trouxemos o grupo de escoteiro dele aqui uma vez também”, acrescentou.
A programação do evento contou com exposições, jogos, oficinas, exibição de filmes, contação de histórias, piquenique na hora do almoço, entre outras atividades voltadas a tratar dos pequenos mamíferos, como os roedores e marsupiais. Ludmilla Nascimento, responsável pelo setor de Mastozoologia (que estuda os mamíferos), explica quais as espécies destes animais estão presentes em Alagoas.
“Nós possuímos mais de vinte espécies de pequenos mamíferos. Temos o cassaco, que é mais comum, o punaré, temos o mocó e rato palhaço, que são endêmicos da caatinga. Tem o preá também, as cuícas, as catitas e outros”, listou.
Ainda de acordo com Ludmilla, o evento visa trazer a comunidade para conhecer o trabalho desenvolvido dentro do museu e abordar conhecimentos diversos para o público.
“É nossa forma de comunicar o conhecimento científico para a população de uma forma lúdica. E abordar os pequenos mamíferos, nessa edição, é importante pra quebrar um pouco da misticidade que tem com esses animais, de se achar que tudo que é rato transmite doença, que eles são apenas pragas e associá-los, junto aos marsupiais, a coisas ruins. Então é uma forma da gente desmistificar isso e mostrar a diversidade que nós temos aqui no Estado”, concluiu.

        



quarta-feira, 3 de abril de 2019

Fim de Semana no Museu traz edição sobre pequenos mamíferos

Roedores e marsupiais serão destaque nas atividades destes sábado (6) e domingo (7)
Por: Graziela França – jornalista colaboradora - 03/04/2019 às 09h44 - Atualizado em 03/04/2019 às 09h45

O Museu de História Natural (MHN) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) realiza a 25ª edição do tradicional Fim de Semana no Museu. Desta vez, o destaque serão os pequenos mamíferos, como roedores e marsupiais, que são animais com uma dobra de pele que origina uma espécie de bolsa. O evento acontece nos próximos sábado (6) e domingo (7), das 9h às 17h, na sede do MHN.
Organizada pela setor de mastozoologia (mamíferos), esta edição conta com diversas atividades como exposições, jogos, oficinas, exibição de filmes, contação de histórias, piquenique na hora do almoço, entre outras.
De acordo com Ludmilla Nascimento, responsável pelo setor de mastozoologia do MHN, esse  Fim de Semana no Museu busca trazer como protagonistas os pequenos mamíferos e aproximá-los da comunidade.
“O intuito é divulgar a importância desses animais para o homem e o meio ambiente, bem como apresentar a  diversidade deste grupo tão pouco conhecido. A secular relação dos seres humanos com os roedores, quem são os ‘cangurus brasileiros’, curiosidades sobre esses animais e o dia internacional do rato são alguns dos temas que serão abordados sempre de maneira lúdica, aproximando o conhecimento do nosso dia a dia”, explicou.
O Fim de Semana no Museu acontece na sede do MHN, localizado na Avenida Amazonas, no Prado (Praça da Faculdade). As atividades são gratuitas e para o público de todas as idades.
SERVIÇO
O quê: 25° Fim de Semana no Museu
Quando: Sábado (6) e domingo (7)
Horário: das 9h às 17h
Local: Av. Amazonas, Prado (Praça da Faculdade)

sexta-feira, 22 de março de 2019

Fim de Semana no Museu atrai público com atrações gratuitas

A 1ª edição de 2019 contou com a organização dos setores de Paleontologia e Geologia

Por: Graziela França - jornalista e Gabriela Vieira – estudante de Jornalismo

A temporada de edições de 2019 do Fim de Semana no Museu foi aberta nos últimos sábado (16) e domingo (17). O evento do Museu de História Natural (MHN) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) já se tornou tradicional e trouxe diversas atividades, que divertiram o público, envolvendo os setores de Geologia e Paleontologia.
Foi o caso da professora da Ufal Tamí Mott, que aproveitou o evento e compareceu com suas filhas Ana e Lorena, de 6 e 3 anos. Ela conta que ficou sabendo da programação por meio da divulgação pelas redes sociais e site, mas que já é adepta ao evento.
 “Eu achei fantástico, só tenho a parabenizar a equipe, porque é o quarto Fim de Semana que eu participo e, a cada experiência, melhora mais”, contou, ressaltando as atividades de escavação e o 'paleobingo' como as preferidas da família.

De acordo com a professora Ana Paula Lopes, responsável pelo setor de Geologia, a 24ª edição do Fim de Semana no Museu teve o objetivo de apresentar às pessoas mais conhecimentos sobre as ciências Paleontológica e Geológica, mostrando para quê servem essas ciências para a sociedade e em que tipo de ambiente elas estão inseridas.
A professora destacou, ainda, a importância do evento para o público. “É importante por trazer a comunidade, não só do entorno, como do município de Maceió e do estado de Alagoas para conhecer o museu, ver nossas exposições, o que a gente tem nas coleções e trazê-los para esse ambiente científico, didático e lúdico”, ressaltou.
Para o professor Jorge Luiz Lopes, diretor do MHN e responsável pelo setor de Paleontologia, a participação dos servidores, estagiários, monitores e estudantes voluntários é fundamental para a realização das atividades.
“Essa equipe foi formidável. Sem eles o Fim de Semana não teria sido o sucesso que foi. Eles são sempre de vital importância e o Fim de Semana concretiza-se graças à colaboração de todos os alunos, que, de uma forma ou de outra, participam do evento. Nós somos extremamente gratos ao empenho, dedicação, competência e carinho que eles têm com o MHN”, concluiu.

quarta-feira, 13 de março de 2019

Paleontologia e Geologia invadem 24º Fim de Semana no Museu

Cavernas, fósseis e minerais serão explorados no tradicional evento que acontece nos próximos dias 16 e 17

Por: Graziela França – jornalista colaboradora

Os setores de Geologia e Paleontologia do Museu de História Natural (MHN) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) convidam o público a entrar no mundo das cavernas, fósseis e minerais na 24ª edição do Fim de Semana no Museu, que acontece neste sábado (16) e domingo (17), na Sede do MHN.

A primeira edição do ano deste já tradicional evento do MHN vem acompanhada de uma programação gratuita e repleta de atividades. Os participantes poderão aprender mais sobre as duas áreas- Paleontologia e Geologia-, enquanto também desfrutam de momentos de lazer.

“Esta edição tem como objetivo levar para a sociedade um pouco do conhecimento sobre cavernas, geologia e paleontologia. A programação conta com palestras, oficinas, exposições e jogos infantis, além de atrações culturais para todas as idades”, contou Lucas Augusto, estagiário do setor de Paleontologia.
O Fim de Semana no Museu acontece na sede do MHN, localizado na Avenida Amazonas, no Prado (Praça da Faculdade). As atividades acontecem das 9h às 12h e das 14h às 17h.
Serviço
O quê: 24° Fim de Semana no Museu
Quando: 16 e 17 de março
Horário: das 9h às 12h; 14h às 17h
Local: Av. Amazonas, Prado (Praça da Faculdade)




segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Dia de Darwin leva atividades recreativas aos visitantes do MHN

Evento realizado pelo Grupo de Estudos sobre Evolução Biológica encerrou no último sábado (9)

Por: Graziela França e Gabriela Vieira – jornalista colaboradora e estudante de Jornalismo 


Um dia de diversão e conhecimento levou visitantes ao Museu de História Natural (MHN) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), no último sábado (9). As diversas atividades recreativas encerraram o Dia de Darwin, evento promovido pelo Grupo de Estudos sobre Evolução Biológica (Geseb).

A professora Cristina Viana foi uma das visitantes do evento. Ela e sua filha já conheciam o MHN, mas a temática despertou o interesse em realizar uma nova visita. “Estou achando muito interessante. Já trouxe minha filha no Fim de Semana no Museu e hoje aproveitei que era do Darwin e resolvi trazer novamente. Eu achei bom que teve atividade para os pesquisadores na quinta e sexta, deixando pras crianças [no sábado] essa parte de, desde cedo, já mostrar de uma forma mais lúdica e colocar conceitos”, comentou.
Para a estudante de Biologia e uma das organizadoras do evento, Júlia Dantas, espaços como o MHN são muito importantes para trazer o conhecimento por meio de brincadeiras, tornando a aprendizagem mais simples.
“Eu penso que o museu é um espaço muito importante, principalmente para o público infantil, pra criar um fascínio pelas ciências em geral, não só a Biologia. No nosso caso, como é Museu de História Natural, a gente puxa mais pra Biologia, Geografia, Geologia e História”, destacou a universitária que também é estagiária do MHN.
A bióloga Gabriela Kuwai participou da organização do evento e avaliou os outros dois dias de atividades, que aconteceram na quinta (7) e sexta (8). “O evento foi muito proveitoso. No primeiro [dia], a gente contou com o professor Sávio Torres, da Universidade da Paraíba, então a gente aproveitou muito bem, ele deu duas palestras e foi ótimo. No segundo, foi o dia do Ignite, um workshop de divulgação científica voltado pra evolução biológica. Já hoje [sábado], as crianças estavam adorando as brincadeiras”, relatou.
De acordo com o diretor do MHN, professor Jorge Luiz Lopes, a interação com o Geseb e outros grupos desta natureza são muito importantes e as atividades são acolhidas, visando ofertar uma programação rica em conhecimento e lazer ao público.
“Essa interação com organizações que pensam em ciência, que fazem ciência e que buscam levar a ciência para o grande público é realmente de vital importância, que é inclusive um dos papéis do museu. Então, se ele tem esse papel, recebe de bom grado instituições que também têm essa finalidade e o Geseb que já vem dando certo há bons anos”, comentou.
Fim de Semana no Museu retorna em março
O evento já foi um aquecimento para o retorno das atividades de um dos eventos mais esperados do MHN: O Fim de Semana no Museu. Com atividades na área de Paleontologia e Geologia, em março, crianças e adultos poderão se divertir e aprender. A data e a programação completa serão divulgadas em breve.



quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

MHN integra programação do Dia de Darwin

Evento promovido pelo Grupo de Estudos sobre Evolução Biológica acontece de 7 a 9 de fevereiro

Por: Graziela França- jornalista colaboradora

context/imageCaption
O Museu de História Natural (MHN) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) encerra as atividades do Dia de Darwin, no próximo sábado (9), com atividades recreativas. O evento realizado pelo Grupo de Estudos sobre Evolução Biológica (Geseb) começa nesta quinta-feira (7), no Campus A.C. Simões, da Ufal de Maceió.
Entre as atividades que acontecerão no MHN estão espaços de pintura, cinema com pipoca, caça às borboletas, corrida de marsúpio, batalha das formigas, quiz e telefone sem fio evolutivo. A recreação será das 9h às 12h e das 14h às 16h, na sede do Museu, que fica localizado na Avenida Amazonas, Prado, em frente à Praça da Faculdade.

Dia de Darwin
O objetivo do evento é antecipar as comemorações do aniversário de Charles Robert Darwin, nascido em 12 de fevereiro. O naturalista escreveu A Origem das Espécies, um dos livros que mais influenciou a história da humanidade, abordando a Teoria da Evolução.
Na quinta-feira (7), a programação conta com três palestras, que serão realizadas no auditório da Reitoria da Ufal, das 9h às 17h30. Já na sexta (8), haverá o workshopIgnite Evolution, que trata sobre divulgação científica, na sala 18 do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS). Segue a programação em anexo.
As inscrições são gratuitas para participação na quinta (7). O investimento é de R$ 30 para a atividade da sexta (8), que é o workshop Ignite Evolution. Já para a parte recreativa do sábado (9) não há necessidade de inscrição.
Sobre o Geseb
O Grupo de Estudos sobre Evolução Biológica é um projeto da Universidade Federal de Alagoas criado em 2015, que possui interesse em divulgação científica e também se reúne para discutir sobre temas relacionados a evolução, ciência e filosofia da ciência.